na mídia

Luxação do ombro tem recuperação ou prevenção?

A luxação do ombro com ou sem lesão labral, ou seja, prejuízo ao tecido mole que cobre a articulação, é um dos tipos mais comuns de lesão dos ligamentos do ombro. Saiba mais sobre isso



A luxação do ombro é uma lesão na qual o osso do braço é desencaixado da omoplata. Essa é a articulação mais móvel do corpo, o que o torna suscetível a luxação, à lesão dos ligamentos do ombro e a uma lesão labral.


O labrum é o tecido que segura a “bola” do osso no lugar, chamada de úmero. O rompimento labral pode acontecer quando existe uma lesão dos ligamentos do ombro ou luxação do ombro, o que causa o desgaste do tecido mole do labrum.


Sintomas da luxação do ombro e lesão labral


Os sinais e sintomas de lesão dos ligamentos do ombro com ou sem lesão labral incluem:

  • Ombro visivelmente deformado ou fora do lugar

  • Inchaço ou hematomas

  • Dor intensa

  • Incapacidade de mover a articulação

A luxação do ombro também pode causar dormência, fraqueza ou formigamento em lugares próximos à lesão, como no pescoço ou no braço. Os músculos do ombro podem sofrer um espasmo devido à ruptura, aumentando muitas vezes a intensidade da sua dor.

Procure ajuda médica imediatamente para um ombro que parece deslocado.


Enquanto aguarda atendimento médico não mova a junta. Não tente mover o ombro ou forçá-lo a voltar ao lugar. Isso pode danificar a articulação do ombro e seus músculos circundantes, ligamentos, nervos ou vasos sanguíneos.Colocar gelo no local da lesão também pode ajudar a evitar inchaços e dores posteriores.


Causas da lesão dos ligamentos do ombro


Em alguns casos, um ombro é deslocado quando o braço é puxado ou torcido com força extrema em uma direção para fora, para cima ou para trás. Essa força extrema literalmente solta o topo do úmero da omoplata. Em outros casos, uma luxação do ombro é o resultado de uma queda no braço estendido, um golpe direto no ombro, uma convulsão ou um choque elétrico grave.


Convulsões e choques podem causar deslocamentos do ombro porque produzem contrações musculares extremas e desequilibradas que podem arrancar o úmero fora do lugar.


Os médicos classificam as luxações do ombro em três tipos, dependendo da direção da luxação:


Luxação anterior - a parte superior do úmero é deslocada para a frente, em direção à frente do corpo. Este é o tipo mais comum de luxação do ombro e representa mais de 95% dos casos. Nos jovens, a causa costuma ser relacionada ao esporte. Em pessoas mais velhas, a lesão do ligamento do ombro geralmente é causada por uma queda em um braço estendido.


Luxação posterior - A parte superior do úmero é deslocada em direção à parte posterior do corpo. As luxações posteriores são responsáveis por 2% a 4% de todas as luxações do ombro e são o tipo mais provável de estar relacionado a convulsões e choque elétrico. Luxações posteriores também podem acontecer por causa de uma queda em um braço estendido ou um golpe na frente do ombro.


Luxação inferior - O topo do úmero é deslocado para baixo. Esse tipo de luxação do ombro é a mais rara, ocorrendo em apenas um a cada 200 casos. Pode ser causada por vários tipos de trauma em que o braço é empurrado violentamente para baixo.


Como é feito o diagnóstico da luxação do ombro


O médico examinará ambos os ombros, comparando o ombro lesionado com o não lesionado e verificar se há inchaço, alterações na forma, escoriações, hematomas, dor ao se mexer, sensibilidade e movimento limitado na articulação do ombro.


Para isso sentirá a área ao redor do ombro para localizar a cabeça deslocada do úmero sob a pele. Além disso, como muitos vasos sanguíneos e nervos importantes viajam pela área do ombro, o médico verificará a força dos pulsos no pulso e no cotovelo e verificará a força muscular e a resposta ao toque no braço, mão e dedos, para tentar achar sintomas como dormência do lado de fora do braço, sinal de lesão labral. Exames de imagem darão suporte a esse diagnóstico.


Uma vez que seu úmero deslocado é posto de volta no seu lugar, a capacidade de a pessoa lesionada mover o ombro provavelmente melhorará imediatamente, e a amplitude total de movimentos deve retornar totalmente dentro de seis a oito semanas se o paciente seguir fielmente um programa de exercícios e fisioterapia. Embora a maior parte da força do ombro geralmente retorne dentro de três meses, recuperar a força total pode levar até um ano.


É possível prevenir uma lesão dos ligamentos do ombro?


Em termos, é possível, sim, prevenir a luxação do ombro e a lesão labral do ombro com algumas atitudes:

  • Tome cuidado para evitar quedas

  • Use equipamentos de proteção ao praticar esportes de contato

  • Exercite-se regularmente para manter a força e flexibilidade nas articulações e músculos

  • Uma vez que você tenha sofrido uma luxação do ombro ou lesão labral, você pode estar mais suscetível a futuras luxações do ombro. Para evitar uma recorrência, siga os exercícios específicos de força e estabilidade que você e seu médico discutiram para sua lesão.

CONTATO

Rua Bento de Andrade, 103

Jd. Paulista São Paulo-SP

04503-001

  • Manda um Whats!
  • icon-tel

11 93366-1100

11   2507-9021

  • E-mail
  • Canal Não Engessa
  • Instagram
  • Facebook

Se preferir preencha o formulário abaixo e em breve responderemos

© 2019 Dra. Daniela Petto Ortopedia Esportiva - Desenvolvimento Obla Digital