na mídia

Ombro congelado: capsulite adesiva causa limitação dos movimentos do ombro

A condição conhecida popularmente como ombro congelado, ou capsulite adesiva, é caracterizada por rigidez e dores na articulação do ombro. Conheça os sinais e tratamentos



Ombro congelado é uma condição também conhecida como capsulite adesiva, que causa limitação dos movimentos do ombro por meio de rigidez e dores na articulação do local. Os sinais e sintomas geralmente começam gradualmente, pioram com o tempo e depois desaparecem, geralmente num intervalo que dura de um a três anos.


O risco de desenvolver o ombro congelado aumenta se a pessoa estiver em processo de recuperação de uma condição médica ou procedimento que impede de mover o braço - como um derrame ou uma mastectomia.


Como acontece a condição do ombro congelado?


O ombro é composto de três ossos que formam a articulação. Eles são o úmero, omoplata e clavícula. Há também um tecido ao redor da articulação do ombro que mantém tudo junto. Isso é chamado de cápsula articular.


Com o ombro congelado, a cápsula se torna tão espessa e tensa que é difícil se mover. Formam-se bandas de tecido cicatricial e há menos fluido sinovial, um líquido transparente e viscoso das cavidades articulares e bainhas dos tendões, para manter a articulação lubrificada. Todos esses fatores em conjunto limitam ainda mais os movimentos do ombro.


Sintomas vão além da limitação dos movimentos do ombro


Você percebe que sofre com a condição de um ombro congelado quando seu ombro começa a doer. Simples assim. A dor leva à limitação dos movimentos do ombro. O fato de a pessoa mover o ombro cada vez menos aumenta ainda mais a sua rigidez.


Em pouco tempo, o paciente descobre que não pode mexer o ombro como antes em ações do dia-a-dia, como alcançar um item em uma prateleira alta, algo que torna-se difícil, se não impossível. Quando a capsulite adesiva é grave, pacientes podem não conseguir realizar tarefas diárias que envolvam movimentos do ombro, como se vestir.


Causas da capsulite adesiva


As causas do ombro congelado não são totalmente compreendidas. Não existe uma conexão clara, mas alguns fatores podem apontar um maior risco de desenvolver a síndrome do ombro congelado.


O ombro congelado ocorre, por exemplo, com muito mais frequência em pacientes com diabetes. A razão para isso é desconhecida. Além disso, pacientes diabéticos com ombro congelado tendem a ter um grau maior de rigidez e limitação dos movimentos do ombro

que continua por mais tempo antes do "descongelamento".


Outras doenças. Alguns problemas médicos adicionais associados ao ombro congelado incluem hipotireoidismo, hipertireoidismo, doença de Parkinson e doença cardíaca.


Imobilização para recuperação de limitação dos movimentos do ombro


O ombro congelado pode se desenvolver após um ombro ter sido imobilizado por um período de tempo devido a uma cirurgia, uma fratura ou outra lesão. Fazer os pacientes moverem os ombros logo após a lesão ou a cirurgia é uma medida prescrita para prevenir o ombro


Tratamento para capsulite adesiva ou ombro congelado


O tratamento para a capsulite adesiva envolve exercícios de amplitude de movimento e, às vezes, corticosteróides e medicamentos anestesiantes injetados na cápsula articular. Em uma pequena porcentagem dos casos, a cirurgia artroscópica pode ser indicada para soltar a cápsula articular, de modo que ela possa se mover mais livremente.


É incomum que o ombro congelado se repita no mesmo ombro, mas algumas pessoas podem desenvolver a capsulite adesiva também no ombro oposto. Por isso é preciso prestar atenção a quaisquer anormalidades, como a limitação dos movimentos do ombro e desconfortos para realizar atividades que coloquem mais pressão na região.


Em geral, o tratamento para a capsulite adesiva funciona em três etapas principais:


Alívio da dor - a pessoa evita movimentos que causem dor e apenas move o ombro suavemente, com o uso de medicações orais prescritas pelo médico para aliviar a dor.


Alívio de inchaços e dores mais fortes - tratamento é feito com analgésicos prescritos e talvez injeções esteróides no ombro ferido para acabar com o inchaço.


Recuperação dos movimentos - exercícios específicos prescritos pelo médico ou fisioterapeuta para recuperar a limitação dos movimentos do ombro.


O alívio da dor mais forte geralmente é usado apenas por um curto período de tempo porque pode causar efeitos colaterais.


O que pode ser esperado a longo prazo?


A maioria das pessoas se recupera dentro de dois anos sem tratamento. Fisioterapia e analgésicos aceleram esse progresso. Para quem faz o tratamento por meio de uma cirurgia, é importante continuar os exercícios de terapia nos meses seguintes para que o problema não retorne.


É possível prevenir a capsulite adesiva?


O tratamento precoce ajuda a evitar que a condição piore. Se você tem diabetes, o controle adequado pode reduzir o risco de um ombro congelado. Exercícios físicos regulares também ajudam a manter a saúde das articulações.

CONTATO

Rua Bento de Andrade, 103

Jd. Paulista São Paulo-SP

04503-001

  • Manda um Whats!
  • icon-tel

11 93366-1100

11   2507-9021

  • E-mail
  • Canal Não Engessa
  • Instagram
  • Facebook

Se preferir preencha o formulário abaixo e em breve responderemos

© 2019 Dra. Daniela Petto Ortopedia Esportiva - Desenvolvimento Obla Digital