na mídia

Síndrome do impacto: entenda o que é a compressão do tendão do ombro

A Síndrome do Impacto é uma das causas mais comuns de dores na região do ombro e de outras condições, como a bursite do ombro, causada pela compressão do tendão do ombro



A Síndrome do impacto é a compressão das estruturas dos tecidos moles no espaço subacromial. Quando o tendão ou bursa está mais espesso devido à inflamação (tendinite / bursite) o espaço subacromial torna-se relativamente menor e começa a "beliscar" estas estruturas quando o braço está ao nível do ombro ou em uma posição suspensa. Essa costuma ser a causa mais comum de dor no ombro.


Cerca de 20% das pessoas da população mundial terão sintomas em algum momento da vida. Isso acontece com a compressão do tendão do ombro, ou pinçamento, e seu principal fator de risco é a atividade aérea da articulação. Se não forem tratados adequadamente, isso pode tornar os tendões do manguito finos e causar o seu rompimento.


Principais sintomas da Síndrome do Impacto do Ombro


Quem sofre com a Síndrome do Impacto tem dores persistentes e isso afeta ativamente suas atividades cotidianas. Movimentos como levantar o braço atrás das costas ou levantar a cabeça para colocar um casaco ou blusa, por exemplo, podem causar bastante dor.


Conheça os sintomas mais comuns:

  • Dor ou sensação de choque ao colocar a mão atrás das costas ou da cabeça;

  • Dor para cruzar o braço sobre o peito, como, por exemplo, para colocar o cinto de segurança;

  • Dor no ombro quando o braço está na altura do ombro e/ou quando o braço está no alto;

  • Dor quando se deita sobre o ombro dolorido;

  • Fraqueza muscular ou dor ao tentar pegar algo no alto ou levantar o braço.

Quem tem maior probabilidade de sofrer com a bursite do ombro


Praticar esportes que exijam o uso de seus ombros para movimentos aéreos ou de impacto é o maior fator de risco para o desenvolvimento da síndrome do impacto do ombro.


Atividades comuns que podem causar isso incluem:

  • natação

  • tênis

  • beisebol

Ocupações que exigem muito levantamento de peso ou movimento do braço também aumentam o risco. Esses incluem:

  • trabalho de construção

  • remoção de cargas

  • pintura

Tanto a idade avançada quanto as lesões prévias no ombro, como uma luxação , também são fatores de risco para a bursite do ombro. Algumas pessoas também têm um acrômio de formato incomum que aumenta seu risco.


Diagnóstico da Síndrome do Impacto do ombro


Uma maneira usual de diagnosticar a Síndrome do Impacto do Ombro é por meio do histórico médico e exame clínico, além de exames de imagem que descartem outras condições com sintomas similares, como artrite.


Tratamento da síndrome do impacto do ombro


Medicamentos antiinflamatórios orais continuam sendo o tratamento mais comum para a síndrome do impacto e o tratamento dos sintomas causados pela compressão do tendão do ombro, sempre administrados por um médico.


Além de tomar medicamentos, o alongamento diário e banhos quentes ajudará a aliviar os sintomas de bursite. Evitar atividades repetitivas com o braço lesionado, particularmente atividades onde o cotovelo se mova acima do nível do ombro também é uma das maneiras recomendadas por médicos e fisioterapeutas para tratar a síndrome do impacto do ombro.


Se o paciente tiver sintomas persistentes, apesar do uso de antiinflamatórios orais, seu médico pode considerar uma injeção de algum medicamento corticóide . A cortisona é um medicamento antiinflamatório potente, que deve ser usado somente quando necessário, pois pode resultar em enfraquecimento dos músculos e tendões se usado repetidamente.


Se os sintomas persistirem ou se houver fraqueza significativa, o médico poderá realizar uma ultrassonografia , ressonância magnética ou artrograma para descartar uma lesão no manguito rotador. Se o manguito estiver rompido, pode ser necessário fazer uma cirurgia para repará-lo.


A maioria das pessoas que têm síndrome do impacto são tratadas com sucesso com medicação, exercícios de alongamento e evitação temporária de atividade repetitiva no teto até que a condição se estabilize.


Intervenção cirúrgica para síndrome do impacto do ombro


Se outros tratamentos parecem não funcionar, você pode precisar de cirurgia para ampliar o espaço ao redor do manguito rotador e evitar problemas maiores como a bursite do ombro.

Isso geralmente pode ser feito com cirurgia artroscópica minimamente invasiva, embora casos mais graves possam necessitar de cirurgia aberta tradicional. Um estudo recente questionou o benefício de remover o osso apenas por impacto.


Em casos raros e avançados de impacto no ombro, o manguito rotador pode se romper. Se isso acontecer, você provavelmente precisará de uma cirurgia para reparar a ruptura.


Após qualquer tipo de cirurgia no ombro, você pode precisar usar brevemente uma tipóia de braço. Seu cirurgião ortopédico deve determinar quando você pode remover esse apoio e voltar a usar normalmente seu braço sem risco de nova compressão do tendão do ombro.

CONTATO

Rua Bento de Andrade, 103

Jd. Paulista São Paulo-SP

04503-001

  • Manda um Whats!
  • icon-tel

11 93366-1100

11   2507-9021

  • E-mail
  • Canal Não Engessa
  • Instagram
  • Facebook

Se preferir preencha o formulário abaixo e em breve responderemos

© 2019 Dra. Daniela Petto Ortopedia Esportiva - Desenvolvimento Obla Digital